Banner1

Palestras

Formação Inicial e Continuada: Onde se aprende a profissão docente?* - 14/08 - 19h às 21h30min

Ministrante: Júlio Emílio Diniz Pereira - UFMG- Mediadora: Marlúcia Cereja de Alencar

Horário: 14/08/18 - 19:00

foto

Resumo Currículo - Júlio Emílio Diniz Pereira

O Professor Júlio Diniz é Doutor (Ph.D.) em Educação (mais especificamente, em Sociologia do Currículo e da Formação de Professores) pela Universidade do Estado de Wisconsin, em Madison, nos Estados Unidos (2004). É Professor em Dedicação Exclusiva (D.E.) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), desde 1997. Nesse período, além de inúmeras representações acadêmicas, coordenou o Núcleo de Assessoramento à Pesquisa da Faculdade de Educação (NAPq/FaE/UFMG; 2013-2015; 2015-2017) e também assumiu a Coordenação Pedagógica do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID/FaE/UFMG; 2014-2017). Professor Visitante nas seguintes universidades nos Estados Unidos: North Carolina State University (como Short Term Scholar em 2016), University of Wisconsin-Madison (como Short Term Scholar em 2005, 2006, 2008, 2012, 2013, 2014 e 2015) onde lecionou o curso Paulo Freire and Education for Social Justice, e na University of Washington-Seattle (como Visiting Associate Professor), onde desenvolveu sua pesquisa de pós-doutoramento (2011-2012) e também ministrou o referido curso (2011). Professor Visitante (2015-2016) do Centro de Estudios Avanzados da Universidad de Playa Ancha (Chile) dentro do Programa de Atracción de Capital Humano del Extranjero a Chile, modalidad de estadías cortas, de la Comissión Nacional de Investigación Científica y Tecnológica (CONICYT). Desenvolve e orienta pesquisas sobre as seguintes temáticas: políticas públicas, legislação e reformas curriculares na formação de professores; profissão, trabalho e identidade docente; aprendizagem da docência e construção de saberes docentes; a epistemologia da experiência na formação docente; pesquisas narrativas na formação de professores; pesquisa sobre e na formação docente; formação de educadores, diversidade cultural e movimentos de luta por justiça social

Resumo: 

Nesta palestra, serão abordados os tempos e os espaços em que se aprende a profissão docente. Em primeiro lugar, é preciso destacar que se trata de uma profissão extremamente complexa. Não é fácil ser professora/professor! Por se tratar de uma profissão sui generis, em que mantemos contato direto com dezenas de profissionais da educação por milhares de horas antes mesmo de concluir um curso de preparação para o magistério em nível médio ou superior, iniciamos a nossa formação como professoras/es muito antes da entrada em um programa de formação docente. Porém, ressaltaremos a importância desses três ou quatro anos que passamos em uma instituição de nível médio ou de ensino superior para a preparação de futuras/os professoras/es da educação básica. Ao concluir esse curso e após a inserção efetiva na profissão, inicia-se uma nova fase dessa formação, que irá durar até as nossas aposentadorias, em que se aprende a profissão enquanto se exerce a mesma. No entanto, é fundamental enfatizar que, dependendo das condições de trabalho que encontramos para exercer a profissão, em vez de formarmos podemos, ao contrário, nos deformar nesse processo. Por fim, serão discutidas as potencialidades do conceito de "desenvolvimento profissional docente" em que se reforça o princípio da indissociabilidade entre formação e trabalho docente.

* Não há necessidade de fazer inscrição para palestra.

Desafios da prática docente na contemporaneidade: uma proposta de Ensino Híbrido* 16/08 18h30min às 20h30min

Ministrante: Adolfo Tanzi Neto - UNILAB - Mediadora: Gilmara Teixeira Barcelos

Horário: 16/08/18 - 18:30

Resumo Currículo: Adolfo Tanzi Neto

Iniciou seus estudos acadêmicos na área do Ensino da Língua Inglesa na Broward Community College, Flórida - EUA (BCC), concluindo no curso de Letras Inglês/Português da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Possui Especialização lato-sensu em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense (UFF-RJ), Mestrado em Linguística Aplicada (Educação e Linguagem) pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (Educação e Linguagem) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com estágio doutoral na Universidade de Oxford, Departamento de Educação, no Centro de pesquisa Sócio Cultural e da Teoria da Atividade (UNIVERSIDADE DE OXFORD). É professor colaborador no Mestrado Profissional em Educação Multi/Bilíngue Português-Inglês (EDULINGUE) na PUC-SP e pesquisador colaborador na Universidade de Oxford no Departamento de Educação, no Centro de pesquisa Sócio Cultural e da Teoria da Atividade . Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Humanidades e Letras da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB), Campus dos Malês-Bahia e Professor Visitante (solidário) da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Instituto de Matemática e Estatística, Departamento de Ciência da Computação, na linha de pesquisa em Informática e Educação. É coordenador do grupo de pesquisa sobre Arquitetônica Social Escolar: repertórios, discursos, espaços e artefatos para o ensino de Língua Inglesa - GEASE/CNP.

Resumo

Nesta palestra buscamos apresentar e discutir as possibilidades para uma proposta de ensino híbrido no contexto escolar brasileiro. O ensino híbrido, também conhecido como uma das variações de blended learning, consiste em uma metodologia híbrida, misturada, com dois focos distintos: a personalização e a colaboração. Discutiremos sobre alguns resultados alcançados de práticas pedagógicas que integraram os uso das tecnologias digitais, a busca autônoma pelo conhecimento e a participação ativa dos seus integrantes, por meio de um estudo exploratório, na modalidade pesquisa-ação, com uma amostra de dezesseis educadores de diferentes estados brasileiros que lecionam em escolas públicas e particulares. 

* Não há necessidade de fazer inscrição para palestra.